Coletivo Sindicato do Samba

Espaço para os militantes, operários e amantes da música popular brasileira

Operárias e Operários

De maneira resumida, o Coletivo Sindicato do Samba é uma rede de amigos e amigas que luta pela valorização da nossa cultura popular, em especial, do samba e dos seus mestres.

Conheça abaixo um pouquinho mais de cada um,  começando pelo nosso presidente de honra, Dr. Bigu:


Dr. BiguDr. Bigu
Jorge Luiz do Amaral é o Dr. Bigu, o presidente de honra e principal liderança do nosso Sindicato. Médico e um dos ser humanos mais íntegros, é o principal responsável pela existência do coletivo e supervisiona à sua maneira todos os projetos em desenvolvimento e a desenvolver. De acordo com o poeta, advogado e sambista, Nei Lopes, Dr. Bigu é o “anjo da guarda do samba  que sempre carrega em sua bolsa um agogô e um estetoscópio” e responsável pelo atendimento de vários sambistas nas últimas décadas.

 


Alexandre Yassu

Alexandre Yassu
Um dos mais antigos operários do Sindicato, Alexandre atende carinhosamente pelo apelido “Japa”. Natural de São Paulo, atualmente vive no Rio de Janeiro: é especialista em edição de vídeos e imagens, excelente percussionista e um dos cérebros do Sindicato na parte de pesquisas e produções de conteúdo.


Ana Carolina EliasAna Carolina Elias
“Caru” é uma das nossas agitadoras culturais e responde pela parte de produção e relações públicas do Sindicato. Sempre atenta e carinhosa, é ela quem organiza os sambas, as homenagens e a sobrevivência financeira do nosso coletivo. Atualmente, Caru vive em São Paulo.

 


 

Antônio VeigaTuca Veiga

Antônio Veiga é o “Tuca”. Corinthiano roxo, sempre gostou de compor, desde os tempos de escola. Formado pela Faculdade Metodista em Jornalismo, sua monografia foi um livro-reportagem sobre a vida e obra do sambista João Nogueira, que em breve divulgaremos aqui. Hoje em dia, é um dos sócios da Molotov Filmes e articula projetos audiovisuais para o Sindicato.


1Bira da Vila

Apadrinhado pelo poeta Luiz Carlos da Vila, Bira é um compositor de mão cheia: já teve músicas gravadas por grandes nomes da nossa música brasileira como, por exemplo, Beth Carvalho, que dividiu com ele a faixa “Os daqui, os dali e os de lá” em seu primeiro disco. Natural de Caxias, na Baixada Fluminense, Bira já está na estrada do samba há muito tempo e gravou em 2005 o seu primeiro disco “O Canto da Baixada”.


Bruno Condebruno

Arquiteto e designer, Bruno Conde é responsável pela arte gráfica de diversos sambistas de São Paulo e do Brasil. Entre um trabalho e outro, Bruno colabora com o Sindicato do Samba nas estratégias de divulgação das diversas atividades, contribuindo com o desenvolvimento de peças gráficas e sempre marcando presença nos eventos.

 



Cadu Ribeiro 

Integrante do grupo paulistano Trio Gato com Fome, Cadu Ribeiro é pandeirista preciso e talentoso, além de cantador de um vasto repertório. Já foi produtor cultural do Programa Sr. Brasil, apresentado pelo jornalista Rolando Boldrim na TV Cultura, e é um principais pesquisadores do Sindicato, sobretudo quando o assunto é samba paulistano. Em sua trajetória musical, Cadu já acompanhou nomes como Jair Rodrigues, Osvaldinho da Cuíca e Wilson Moreira, entre outros.


Camilinha matodosCamila Mattoso

Camilinha é a pessoa mais gente boa que você pode imaginar! Cheia de energia e super competente, é jornalista da Folha de São Paulo onde se destaca pelas sua sensibilidade e talento no caderno de esportes. Apaixonada pelo samba e pela nossa cultura, tem em paralelo uma série de reportagens de rádio que aborda a vida e obra da Dona Ivone Lara, que em breve divulgaremos aqui. Além disso, Camilinha é uma das “cabeças” do Sindicato nas questões que englobam as estratégias de comunicação.


Camilo ÁrabeCamilo Arabe

Idealizador e um dos principais articuladores do Sindicato, Camilo toca flauta transversal quando bebe e é jornalista, tendo, inclusive, escrito o livro-reportagem “Ô Sorte – Fragmentos de Wilson das Neves” como monografia de curso (em breve divulgaremos aqui). Filho de carioca com mineiro, nasceu em São Paulo, mas vive no Rio de Janeiro desde 2012. Já tocou com nomes como Edil Pacheco, Osvaldinho da Cuíca e Geovana, além de produzir apresentações de artistas como                                                               Wilson Moreira e Luiz Grande.


Cássio Moda

Responsável pelo agito das festas, Cassio “Modinha” é uma das fontes de energia pura do Sindicato no Planalto Central, precisamente em Brasília (DF). Carioca da gema, Modinha tem o samba na veia e compõe a equipe de produção do Sindicato, além, é claro, de cantar e fazer pagode com os amigos e amigas. Atualmente, “Modinha” articula projetos na capital federal e aparece com certa frequência no Rio de Janeiro para alinhar as questões estratégicas do Sindicato.


Cesinha Pivetta984261_598286173604450_2574918302669582470_n

Um dos fundadores do Samba do Bule, Cesinha Pivetta tem a nossa bandeira, vermelha, comprometida com as lutas sociais e com a valorização da Cultura Popular, um dos nosso objetivos principais. Ritmista pesado, é compositor e também atua como ator nas produções do Teatro Popular União Olho Vivo. Em 2012, lançou seu primeiro disco “Nossa Bandeira”.

 


11220122_871570369592284_6164819067467415441_nCiro Peixoto

Esse aqui é o melhor jogador de futebol do Sindicato e uma peça chave na produção dos encontros e homenagens do Sindicato. Não parece, mas por trás de todo o trabalhos dos músicos há sempre muitas tarefas que ninguém vê como os transportes, a logística e outras coisas. Ou seja, sem essas pessoas nada aconteceria: Ciro é um dos operários que está sempre disposto a ajudar para manter os projetos vivos!


Edgar VieiraEdgar

Cavaquinista e bagunceiro de mão cheia, Edgar é carioca do Morro do Juramento mas atualmente vive em Goiânia (GO), ainda em curta temporada (dizem que ele foi em uma missão do Sindicato para pesquisar a Cultura Popular da região). É um dos integrantes do Produto do Morro, grupo que faz um precioso trabalho de resgate dos sambas de terreiro, e também desenvolve dentro do Sindicato uma pesquisa nesse campo.


Felipe Ataíde

Um dos principais articuladores do Sindicato na Bahia, Felipe herdou o samba da família: sua bisavó tocava um cavaquinho afiado e afinado! Um dos fundadores do Sindicato, Felipe é músico e engenheiro ambiental, além de participar do Bloco de Hoje a 8, grupo que faz um importante movimento de revitalização do carnaval de rua de Salvador. É Felipe também quem acompanha e articula os projetos que envolvem o sambista baiano Edil Pacheco.


Fernando BentoFernando Bento II

Natural de Belo Horizonte, Fernando Bento é uma das joias do Sindicato e do Samba. Com voz aveludada e repertório sensacional, Bento é figura carimbada no circuito musical mineiro, sendo uma das referências por ser um dos músicos capazes de ligar a juventude à velha guarda do Samba do estado. Apadrinhado pelo compositor Toninho Geraes, Bento já acompanhou nomes como Arlindo Cruz, Luiz Grande e Wilson Moreira. Seu filho, o “Felipinho”, é da categoria de                                                                base do Sindicato e tem um futuro promissor na percussão!

 


13043519_1207626605944638_7320849801137985619_nGabriel Meyohas

Pode apostar: ta aí um dos próximos grandes letristas da música popular brasileira. Compositor e ensaiando a trilha de um bom cavaquinista, Gabriel tem também um outro alento: domina a linguagem do roteiro cinematográfico e, exatamente por isso, é um dos operários responsáveis por parte dos conteúdos audiovisuais do Sindicato.

 


Gabriel Millet

Gabriel Millet, ou carinhosamente “Biel”, é outro diamante do Sindicato. Multi-instrumentista, cantor e compositor, ele é um dos responsáveis pela direção do primeiro disco do Sindicato que está em processo de criação. Além disso, acompanha grandes nomes da música brasileira e faz parte de grupos que agitam a cena musical paulistana como Charlie e os Marretas e o Memórias de um Caramujo.


Giulia Fava 

Nós duvidamos você ir a um samba e não se alegrar com a energia da nossa querida Giulia Fava. Conhecedora de quase todos os sambas (nunca se pode aprender tudo), Giulia está sempre com um sorriso de alegria! Ela toca pandeiro, toca cavaquinho, canta: só não pode estar fora do pagode! Giulia mora em São Paulo e compõe a equipe do Sindicato nas produções que acontecem na cidade.

 


Gregory Andreas 

Cavaquinho malandro, Gregory é um dos integrantes do conjunto paulistano Trio Gato com Fome e ingressou no Sindicato no início de 2016. Cheio de alegria e energia, Gregory adora “Guaravita” e quando está para cima, endiabra o samba. Uma coisa boa é que quase sempre ele está para cima!

 


Guilherme BatistuzzoGuilherme Batistuzzo III

Esse aqui é um dos nossos tesouros e nosso representante na biologia. Guilherme Batistuzzo, também conhecido com “Gui B” é ornitólogo e está sempre nas matas pesquisando pássaros. Quando não está, ele pega seu cavaquinho canhoto e manda ver! Um dos idealizadores do Sindicato e um grande amante da música brasileira.

 



Guilherme Lacerda 

Guilherme Lacerda é o capitão do Sindicato. Advogado às vezes e músico em todas as horas, Guilherme tem uma trajetória autoral independente que é impressionante: aos 33 anos, já gravou mais de 5 discos e um DVD. Tem parceria com grandes compositores – como os nossos mestres Luiz Grande, Geovana e Edil Pacheco – e participa de vários movimentos do samba de São Paulo como o Batalhão da Vagabundagem e o Sangue Novo.


Gustavo 7 CordasGustavo 7 Cordas

Que beleza! É exatamente isso que você vai pensar quando ver o Gustavo 7 Cordas tocando! É coisa fina! Elegante e incrivelmente técnico, Gustavo é figura certa nas rodas de samba e no circuito musical de Belo Horizonte. Aliás, ele é uma das referências do Choro na cidade, tendo inclusive tocada e aprendido com o Mestre Mozart.

 


Gyssele MendesGyssele

Quem não gostaria de ter uma expert em comunicação de redes e cultura em seu grupo de trabalho? Pois é, o Sindicato tem e o nome dessa pessoa é a Gyssele! Sempre disposta a trabalhar e encontrar maneiras para esse trabalho ser gostoso e prazeroso, “Gy” vive em Brasília e articula a expansão com qualidade dos meios de comunicação do Sindicato.

 


10689784_733545906719789_5868811811488124076_nIsabel Seki

Direto de Ribeirão Preto, lá vem ela com sua cuíca, com seu sorriso e com todo o seu repertório de samba! É a Isabel, nossa operária que não perde um samba, seja em São Paulo, no Rio ou em Campinas! Atualmente, vive em São Paulo, onde é uma das agitadoras da gostosa Roda de Samba da Toca da Capivara.

 


Jeferson Scott13475042_1125461630857239_2523785794617368052_o

Se tem uma coisa que não pode parar de bater, é o coração. Ou, em uma comparação rasa, o surdo durante o samba, como disse Carlinhos Vergueiro. Pois é, nosso coração na roda de samba é o percussionista gaúcho Jeferson Scott. Pai do “antoninho”, “jEff” é um exímio percussionista (toca de tudo mesmo) e vivie na cidade do Rio de janeiro há _____ anos, onde é um dos integrantes do Samba da Ouvidor.


José DuarteJosé Duarte

Carinhosamente chamado de “Dudu”, José Duarte é um dos representantes do Sindicato que vem do subúrbio carioca. Muito musical, ele toca cavaquinho e violão e tem um grande talento para compor, logo e justamente por isso, é uma das figuras que tocam na noite carioca (leia-se madrugada).

 


Léo Careca13557931_1057652914289451_1265170464562013431_n

Se você está falando de ritmo, você está falando de Léo Careca. Nascido em Porto Alegre (RS), Léo mora no Rio há mais de ___ anos, onde se afirmou como uma das referências da cidade no circuito musical da cidade, sobretudo de choro e samba. Professor de música e também eletricista, Careca tem outro dom: fazer platinelas de pandeiro. Aliás, se precisar de um pandeiro, fale com o Léo.


Lucas FainblatLucas Fainblat

Um dos nossos operários mais energéticos e talentosos é o mineiro Lucas Fainblat, uma das figuras que agitam a cena musical de Belo Horizonte (MG). Compositor, músico e cantor, Lucas lançou recentemente seu primeiro trabalho “universo Carapuca’ e tem uma programa semanal na Rádio da Infoncidencaç, em que aborda a música brasileira. Fainblat é o principal articulador do Sindicato em Minas Gerais.

 



Lucas Martins

Se você já for em alguma roda de samba no Rio de Janeiro é bem capaz de encontrar com o cavaquinista Lucas Martins! O músico – e também engenheiro – integra vários grupos e projetos como o “Samba da Pedreira” e ____. Tijucano, detém um repertório vasto que passeia desde composições paulistanas como Eduardo Gudin e Geraldo Filme até clássicos do samba carioca como Paulo César Pineiro, Maurod Duarte e sambas de terreiro.


Lucas Sampaio

Lucas Sampaio, o “Rabicó”, é mais um representante do samba baiano no Sindicato do Samba. Percussionista preciso, Lucas faz parte do De Hoje a Oito, bloco de carnaval que lidera um importante movimento pela revitalização e recuperação do carnaval de rua de Salvador (BA). Em 2013, integrou o grupo “Pombo Cotó”, que acompanhou o sambista Guilherme Lacerda em turnê pela Europa.


Luciano Menezes

Se tem bagunça e samba bom, pode ter certeza que ali vai estar o Luciano, um dos principais articuladores do Sindicato. Mineiro, reside no Rio de Janeiro há _____ anos, porém, no períoo atual, está temporariamente vivendo em São José dos Campos, onde estuda_______ . Luciano traz aquele alegria e adora se reunir com os amigos para cantar samba e batucar, uma de suas principais virtudes.

 


fotoMarcelão

Aqui a chapa esquenta, pois estamos falando do Marcelão do pandeiro. Natural de , Marcelão vive em _____(GO) e é o principal especialista em Coco do Sindicato. Além de música de mão cheia, ele atua como . Atualmente, está na missão de ampliar as frontesira no centro-oeste.

 


Marcio Tambelli

Um dos motores da produção do Sindicato, Márcio é pau pra toda obra: com ele não tem tempo ruim. Participou de várias produções e encontros do Sindicato e é o responsável por todas aqueles coisas que são fundamentais para a realização de eventos, mas que ninguém vê. Ale´m disso, é um ótimo fotógrafo, apesar de ainda não saber disso. Se precisar fazer algo acontecer, chame o “Gatuso”, apelido carinhoso em homenagem a um jogador de futebol italiano.


547162_3448924621349_1124226526_nMarcos Machado

Ele é nosso Elifas Andreadto.sfsdfsdf

fsdsdfsdfsdfsdfsdfsdfsdfsdfsdf

fsdfsdfsdfsdfsdfssssssssss a a realização de eventos, mas que ninguem vê. Ale´m disso, é um ótimo fotgórafo, apesar de ainda não saber disso. Se precisar fazer algo acontecer, chame o “Gatuso”, apelido carinhoso em homenagem a um jogador de futebol italiano

 


Mariana Caldas de OliveiraMariana Caldas

Basta ver uma foto da Mariana Caldas de Oliveira, nossa “Mari”, para se apaixonar pelo seu talento: é poesia pura! Tanto é verdade que o seu projeto “Poeme-se” faz sucesso ao combinar fotos clicadas por câmeras manuais com poesia e música. Mari é uma das fundadoras do Sindicato e é ela quem registra muitas das nossas produções como do Luiz Grande e da Geovana. Ô Sorte! Carioca natural de Nova Friburgo, atualmente Mari mora na cidade de São Paulo.


Mateus Borges

“Mateusinho”, apelido carinho do Mateus Borges, sabe tanto samba de terreiro e samba antigo como Wilson BApsita, Noel e , que há quem diga que ele nasceu em 1900. BAgunceiro da melhor qualidade, adora um bom samba, principalmente onde pode repicar seu tamborim ou fazer mexer com seu reco-reco. Mineiro de , mora no Rio de Janeiror ha tanto tempo e faz parte do grupo “Produto do Morro”


Miguel Fontes Miguelito

Um dos integrantes da família Fontes, com vocês, Miguel. Engenheiro ambiental e sambista, Miguel cresceu em São Paulo, mas já vive no Rio de Janeiro há 4 anos, onde fez parte do Samba do Bigode e criou raízes no bairro da Glória. Ó Glória! É um dos membros mais antigos do Sindicato e está sempre disposto a ajudar em qualquer projeto.

 


Olivia NachleOlivia Nachle

Olha, uma das coisas mais importante para um fotógrafo ou fotógrafa é a sensibilidade! E isso, pode ter certeza, a Olivia Nachle tem de sobra! “Oli” é uma das nossas fotógrafas oficiais e rcompõe a equipe do projeto “80 anos de Wilson Moreira”, que está em andamento e deve ser lançado ainda em 2016.


Orlando Magrinho11067494_393946457467362_5286074773300528924_n

Primo do Zeca Pagodinho e sobrinho do Tio Joel, Orlando Magrinho é um guerreiro: um guerreiro do Sindicato! Tem mais de 300 músicas compostas, aliás, se tem algo para qual ele tem facilidade esse algo é compor. Onde estiver, “Magro” não para de compor e, se tiver partido alto, aí pronto: ele enfeza e o samba vai até de manhã. Morador de Maricá (RJ), foi mergulhador durante vários anos e é autor de sambas como “Game Over” e “Vovó Curandeira”.


Paulinho TimorPaulinho Timor

Paulinho é um dos motores da produção musical do Sindicato. Integrante de diversos grupos da cena musical paulistana como por exenplo o conjunto Picafumo e o Inimigos do Batente, Paulinho é um percussionista impecável. Já acompanhou nomes como Riachão, Wilson Moreira, entre omuitos outros e já organizou apresentações e homengens para vários sambistas desde 1999, perído que se tornou músico proifssional.


Patrick Paes

Ele é talentoso: toca violão, pandeiro, cavaquinho e tem uma voz potente! Este é o Patrick Paes, também conhecido como “Ursão”, um dos mais antigos operários do Sindicato. É ele o responsável pelo Samba do Urso, que agita a cena cultural paulistana desde 2014, e também faz parte do Samba do Bule, movimento que luta pela valorização do samba desde . E tem mais: Ursão também faz parte do projeto Saracura, que leva música aos hospitais para ajudar no tratamento de crianças                                                             em estado terminal.

 


Pedro Pimenta10647020_10204756048162451_6030260323822312619_n

Direto de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Pedro Pimenta respira música e alegria! “Pedrinho” vive em São Paulo há mais de 5 anos, mas segue fazendo parte do Grupo Atitude,gfdgdfgdfgfdgfdgdfgfdgdfgdfgfdgdf gsdfgdfgfdgdfgdfgdfgdfgdfgdfgdf gdfgdgdfgdfgdfgdfg dfgdfgdfgdfgdfgdfgdfgdfgdfgdfg

gdfgdfgfdgdfg

dfgdfgdfgdfg


Pedro SokolPedro Sokol II

Esse aqui é o nosso diretor do departamento de produções audiovisuais. Já passou por várias produtoras e produções e hoje em dia trabalha no escritório da Vevo, em São Paulo, onde participa de gravações de videoclipes. É Pedro Sokol quem dirige o documentário “Geovana – Flores em Vida” que está sendo produzido por uma equipe maravilha de jovens talentosos e competentes.

 

 


Pedro Viáfora 

Filho do compositor paulistano Celso Viáfora, Pedro traz uma musicalidade contagiante e podemos afimrar: pensa num cara que é feliz pra cachorro! Esse é o “Pepe”, um dos integrantes do 5 a seco, grupo da nova geração paulistana que já é sucesso no circuito musical brasileiro. Pedro é um dos produtores do primeiro disco do Sindicato que está em fase de produção.

 


Pipa Vieira

Agora o negócio ficou sério, é o Pipa Vieira na parada! Um dos orgulhos do Sindicato é poder contar com esse malandro carioca, sobrinho do Gracia do Salgueiro, que é númeor baixo nas rodas de samba. No Rio, ele está em quase todoas: no Samba da Glória, na Ex Quadrilha e muito mais! Músico profssional, o ritmo nai cai com ele que, bamba que só, também tem várias composições que já são sucessos nas rodas de samba do Rio de Janeiro.


Rafael LuvizettoLuzi

Olha, vou te contar uma coisa: esse time do Sindicato é demais! O “Luzi”, apelido carinhoso do Rafael, é mais um que agrega com o seu dom da fotografia. Com sua alegria e solidariedade incríveis, ele já clicou, por exemplo, o mestre Luiz Grande em apresentações em São Paulo e está sempre a disposição para não perdermos nenhum dos nossos momentos especiais.

 


 

Rafaella Medeiros12647224_10207662519937473_7276108842583963230_n

A Rafa é pau pra toda obra. Diretamente de Ribeirão Preto, ela só conheceu o samba quando foi morar em São Paulo, onde reside atualmente. Compondo a equipe de mídias sociais do Sindicato, ela vai à caça por postagens legais e conteúdo próprio, além disso, compõe a equipe de produção dos eventos, seja descascando cebola para os comes ou ficando no caixa.


Raíssa CoutoRaíssa Couto

 

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

 

 

 

 


Renato EnokiRenato Enoki

Esse é o nosso samurai do violão 7 cordas. Renatão toca há 10 anos com o Trio Gato com Fome, grupo de samba já consagrado em São Paulo e é um dos músicos do Sindicato que engrandece as rodas com todo seu axé e talento.
Em sua trajetória musical já acompanhou mestres como Luiz Grande, Douglas Germano, Wilson Moreira, Riachão, Edil Pacheco, entre outros.

 


Renato MatosoRenato Matoso Brandão

Para equipe ficar completa, precisamos de um setor acadêmico forte e isso se faz com a presença do nosso operário “Renatinho”. Professor universitário de filosofia, é ele que faz as questões existenciais aos projetos e, assim, os qualifica com conteúdo rico e de alto nível! Além disso, é batuqueiro e adora estar com os amigos fazendo pagode.

 


Roberto RibeiroRoberto Ribeiro

Sindicato para ser Sindicato de verdade precisa de ao menos um representante de Itapoã! E o nosso representante é nada mais nada menos que Roberto Ribeiro! Cavaquinista pesado, Roberto é um dos integrantes do Grupo Botequim, conjunto que luta pela valorização da nossa cultura hpa mais de 10 anos no Estado da Bahia. Já acompanhou grandes nomes da música popular brasileira como: Edil Pacheco, Walmir Lima, Mariene de Castro e Wilson Moreira.

 


RodolfoRodolfo Gomes 

Nosso “cavacolim” é de uma elegância só! Direto de campinas (SP), Rodolfo engrandece o Sindicato: além de cavaquinista, é um compositor de mão cheia! Por incrível que pareça, é também progfessor universitário, mas também figura como um dos músicos do Conjunto Pica Fumo, grupo que acompanha o mestre Toinho Melodia em apresentações pela cidade de São Paulo.

 


Samuel SilvaSamuel 7 Cordas

Com vocês, nosso maestro Samuel Silva, o “Samuca”. Artista da pesada, ele é um dos diretores musicais do Sindicato com suas harmonias em seu violão de 7 cordas e é um dos responsáveis pelo projeto que irá registrar o primeiro álbum do Sindicato. Natural da Zona Lesta da cidade de São Paulo, Samuca é uma das revelações da nova safra de músicos paulistas e já acompanhou nomes como Alceu Valença, Germano Mathias e muitos outros.

seba


Sebastian Oliveira

Sebá, cs kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

kkkkkkk

 

k

 


Tiago TrindadeTiago Trindade

Alegria pura é com ele mesmo. Um dos integrantes do Grupo Reduto, que lançou seu primeiro disco em 2016, Tiago é também um dos criadores da Agência Sete Notas Musical que aposta na cultura brasileira e desenvolve projetos de gravações de discos e produção de carreiras. Em parceria com a Sete Notas, o Sindicato já construiu o site do Wilson Moreira. Além disso, Tiago é um dos responsáveis pela execução do projeto 70 anos de Luiz Grande, 50 anos de                                                                     samba.


Tomas Mendes12472548_10153640565298743_7838077086295014463_n

O presidente de honra do Samba do Bule é figura certa no corpo de operários do nosso Sindicato! Se tem festa em nossa sede ou em qualquer canto, pode apostar que o “Mendão” vai por lá estar! E não só isso: estará cheio de alegria cantando sambas, puxando o coro e batendo seu cavaquinho. Além de tudo isso, como se não bastasse, “Mendão” é também DJ e é ele quem esquenta as pistas para a rapaziada e moçada danças nos intervalos dos eventos.


 

Vinicius AlcantaraVinicius Alcântara

Falou em bagunça e samba, falou no “Vini”. Com ele não tem tempo ruim, seja para carregar pedra, levantar parede ou para beber uma cerva e fazer um pagode: ele é alma do Sindicato! Direto do subúrbio carioca, esse neto de pernambucano tem uma musicalidade incrível e isso pode ser percebido no repertório que canta quando está no cavaquinho ou no violão: Beto sem Braço, Roque Ferreira, Luiz Carlos da Vila e muito mais! Atualmente, Vinicius é quem articula os encontros semanais da regional do Rio de Janeiro.

 


Vinicius Rodrigues

Um dos fundadores do Sindicato, Vinicius Rodrigues canta porque quem canta seus males espanta! Jornalista e cantor, “Corvo”, como é carinhosamente chamado, é um dos principais articuladores do Sindicato. Natural de Piedade, interior do Estado de São Paulo, Vinicius mora no Rio de Janeiro há mais de 3 anos. Seu trabalho de conclusão de curso, um livro reportagem sobre o sambista João Nogeuria, será disponibilizado em breve aqui em nosso portal.


WashingtonWashington

Se tem alguém com quem você não deve se meter no partido alto esse alguém é o Washington! Encrenqueiro do bem, esse percussionista do mais alto nível é uma das figures ilustres do sambas paulistano, sendo respeitado em todas as rodas de samba da cidade.

 

 

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: